Opaleiros do Paraná

Conecte-se e aproveite as vantagens de ser um Membro Oficial.

Login

Esqueci minha senha

Últimos assuntos

» Opala Diplomata 1.991 Automático
Ontem à(s) 22:55:16 por opala4cc

» Novo membro no site Opaleiros do Paraná!
Ontem à(s) 21:38:27 por Hainra

» Farol de milha CIBIE
Ontem à(s) 21:26:47 por adpachec

» Opala Drift ?
Ontem à(s) 19:26:32 por Shadow90

» Tamanho das rodas - Afeta Desempenho ?
Ontem à(s) 19:03:36 por Shadow90

» Alguém Conhece " Casa da Opala em Limeira - SP"
Ontem à(s) 18:40:27 por Fabio9437

» Peças para Diplomata 91
Ontem à(s) 17:49:10 por joaoc

» Ventilador do ar condicionado - Diplomata 91
Ontem à(s) 16:48:04 por opala4cc

» Chaves originais do Opala 78
Ontem à(s) 15:05:36 por Pedrão B.

Quem está conectado

16 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 16 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum


[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 523 em Qua 15 Dez - 17:01:27

Produtos 101 Racing Parts

Seg 22 Abr - 17:29:39 por 101 Racing Parts

Comando de Válvulas Mecânico ISKY (USA)
CHEVROLET/GM 6cil 4.1L/250 1969-91 Opala
CHEVROLET/GM 4cil 2.5L/151 1969-91 - Carburados (tubo 6mm) Chevette, Chevy, Marajó



LINK PARA O PRODUTO
http://www.101racingparts.com/ecommerce/lista_produtos/busca%7C%7Cisk-2/1

Rafael Rodrigues
rafael@101racingparts.com
(41) 3941-4138


Filtro de Combustível de Tubo com Bico …

Top dos mais postadores

thallisguimaraes (17463)
 
tabarbosa (16851)
 
BANDIT (13534)
 
Xann (10387)
 
j ricardo (9351)
 
Jean Bida (9311)
 
Eduardo SSa (8678)
 
raphaelcaronti (8482)
 
Rubão6cc (7862)
 
100 (7771)
 

QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Compartilhe

adpachec
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 4992
Idade : 41
Localização : Jacareí SP
Modelo do carro : GM e VW.
Cilindros : 4 + 4
Data de inscrição : 29/04/2012

QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por adpachec em Ter 10 Mar - 17:10:12

Copiado do site:  http://forum.hotcampinas.com/showthread.php?48022-T%C3%89CNICA-IGNI%C3%87%C3%83O-QUAL-A-MELHOR-BOBINA&s=7596d4ec5aad482f3082563903471079

Tradicionalmente, numa preparação, busca-se a maior potência possível, seja na competição de arrancada, seja em provas de circuito. Existem inúmeras maneiras de conseguir mais potência na montagem de um motor e há varias maneiras de melhorar a consistência desta potência.

Entretanto, a maioria dos preparadores, pilotos e entusiastas estão aquém de saber que o tempo estimado na arrancada e a consistência são influenciados na escolha da bobina e da característica do sistema elétrico correto para complementar o seu sistema de ignição.

Apenas a escolha de uma bobina de alta performance, alta voltagem não é o suficiente. Deve-se também a bobina que possui a característica mais apropriada. É surpreendente o aprendizado na escolha da bobina correta, conforme a folga da vela por exemplo. São questões de teste prático na realidade.

Na escolha de uma bobina, existem opções que podem melhorar o seu tempo nos primeiros 100 metros, ou proporcionar mais velocidade final. Neste artigo, revelaremos os segredos da bobina que apenas os melhores preparadores conhecem.

BÁSICO

O sistema de ignição pouco mudou nos últimos 50 anos. A maioria dos sistemas invoca um distribuidor e uma bobina para criar a força da faísca necessária para, no tempo correto, chegar na câmara de combustão. A maioria dos preparadores sabe que a vela dispara a faísca de 15mil a 30mil volts. Sendo a bateria 12 volts, pode-se imaginar como se chega a milhares de volts. A fonte desse aumento de voltagem está relacionado ao eletromagnetismo.

Praticamente todos os sistemas de ignição originais de fábrica atuais “estocam” energia para a combustão no campo eletromagnético da bobina. Este sistema de campo eletromagnético de estocagem de energia utiliza o sistema chamado “Keetering”, em virtude do nome do seu projetista, mas comumente é chamado também de Sistema de Ignição por Indução.

INDUÇÃO

Os primeiros cientistas aprenderam que se enrolar vários fios elétricos em torno de um tubo e enviar eletricidade por ele, um campo eletromagnético será criado. Se enrolar mais um tanto de fios numa certa proximidade da primeira bobina de fios elétricos, e enviar eletricidade pela primeira bobina, momentaneamente ela “induzirá” uma corrente semelhante em voltagem na segunda bobina. Mesmo sem o contato físico entre uma bobina de fios elétricos e outra, o eletromagnetismo fará com que por “indução”, eletricidade possa fluir por ambas as “bobinas”. Este princípio é o utilizado em todos os veículos por vários anos.



A bobina de ignição usada em automóveis contém uma bobina primária a qual rodeia uma bobina secundária localizada internamente daquela. Estas 2 bobinas estão contidas em um “compartimento” a qual é chamada simplesmente de “Bobina”. As voltas de fio que formam cada uma dessas duas bobinas dentro do compartimento são chamadas de “turns” ou “voltas” (espiras) pelos engenheiros elétricos e a relação dessas voltas entre a bobina primária e a secundária é muito importante!

O sistema de platinado comum, produz 250 volts de pico na bobina primária quando dispara. Esses 250 volts a induzem a bobina secundária na mesma voltagem. Aumentando o número de voltas de fio na bobina secundária, e então na bobina primária, um aumento na voltagem será produzido. Essa graduação de voltagem aumentada pode ser induzida em uma bobina é genericamente proporcional à relação de voltas. Por exemplo, se na bobina secundária existe 100 voltas para cada 1 volta na bobina primária, a relação será 100:1 de aumento de voltagem.

No exemplo acima, 250 volts irão produzir 25mil volts de saída, em virtude da relação 100:1. Essa informação da “relação” é normalmente informada nos manuais das bobinas atuais. Pode-se aumentar a voltagem da bobina, aumentado a relação, mas chega-se um ponto em que a relação é tão grande e a bobina secundária pode simplesmente cair. Isto é importante também para saber que se a voltagem de entrada aumente, a corrente de saída cai. Assim, se aumenta o número de voltas, outras propriedades eletrônicas são afetadas, como a resistência, tempo de reação e impedância. Sem considerar estas informações, não se pode dizer que a melhor bobina de alta performance é simplesmente aquele que possui maior relação possível.

DWELL

Enquanto a eletricidade se move rapidamente, isto demanda certo tempo para mudar o campo magnético na bobina para disponibilizar a potência máxima da corrente e sua voltagem. É uma maneira de dizer que a indução na voltagem não é entregue instantaneamente. Para manter as coisas simples, a bobina é local de armazenagem de energia, que pode carregar e descarregar assim como a bateria. Precisa-se de tempo para a bobina carregar novamente em sua potência máxima, chamada de saturação. Também assim, precisa-se de tempo para a bobina descarregar certa quantidade de energia enquanto a vela dispara cada faísca.

O tempo que o sistema de ignição dá à bobina para carregar é chamado de “dwell”, não possuindo tradução para o português. No sistema platinado, o dwell é fixado e medido em termos de graduação da rotação do distribuidor, tipicamente 30 graus nos motores V8, sendo 60 graus no virabrequim. Enquanto a velocidade do motor sobe, o virabrequim gira mais rápido e menos tempo tem a bobina para carregar novamente. Isto ocorre em qualquer sistema de ignição com bobina indutiva.

CRASH

Todo sistema de ignição por indução eventualmente atinge uma certa rotação do motor, a qual não consegue o “dwell” necessário, ou seja, não consegue carregar a tempo suficiente para o próximo disparo de centelha da vela. Este ponto o qual a bobina não consegue recarregar irá depender do tipo de sistema de ignição e as especificações características do motor. Quando esse RPM é alcançado, não existe força suficiente de energia para a vela queimar a mistura, e assim, o motor falhará em determinado cilindro. Se aumentar ainda mais o RPM, mais falhas de cilindro ocorrerão e qualquer cilindro poderá falhar. Este fenômeno é chamado nos EUA de “crash” da bobina.

A dinâmica deste fenômeno é simples: se um cilindro falha, todos podem falhar e assim, o motor pode a simplesmente apagar. Quando uma bobina com recarga mais rápida é instalada, o motor ganha vida e velocidade em altas rotações sem perder potência.

O TEMPO CORRETO!

Um fator a ser considerado de um sistema de indução é que o tempo da bobina nem sempre é compatível com o avanço do motor. Uma vez que o ajuste do avanço do distribuidor está ajustado em 30 graus (60 graus no virabrequim), certa bobina pode talvez não reagir de forma que seja a necessidade do motor, em virtude do baixo ou alto RPM. Na realidade, 30 graus de dwell pode ser muito para baixo RPM, ou curto demais para alto RPM.

Para baixo RPM, 30 graus do tempo de recarga da bobina pode ser 2 ou 3 vezes mais longo que o necessário, causando superaquecimento desnecessário no sistema de ignição, e consumindo energia do alternador. Isto pode causar até 0,5km/l de consume a mais no motor e perda de eficiência, além de encurtar o tempo de vida dos componentes do sistema de ignição.

Em alto RPM, por outro lado, 30 graus pode ter o tempo de recarga insuficiente. Isto faz com que o motor perca rendimento, cause falhas e causar o chamado “crash”, já descrito anteriormente.
Partindo para outro lado, utilizando como exemplo um sistema de múltiplo descarregamento. Os módulos de ignição, sejam 6A, 6AL, 6AL-2, 7AL, são nada mais que capacitores de carga, que podem permitir que a mesma potencia chegue à bobina na mais variada faixa de giro, eliminando o “crash” e permitindo que o sistema seja preciso para mais de 10.000 RPM’s.

O sistema mais aclamado é o da MSD, porém, existe diversas fabricantes que produzem a mesma linha de produto, como a Mallory, Accel, Procomp entre outras. O sistema em questão é certamente muito complicado em virtude de tratar-se de ressonância eletrônica para certa freqüência, o qual emprega bobina e o módulo.

A linha 6A e 6AL possuem a mesma característica, de capacitarem a carga para descarregarem na bobina, seja a rotação que for, porém a última possui o limitador de rotação, que faz com que proteja o motor em caso de sobre-giro.

Na linha da MSD, estes capacitores são analógicos, enquanto as 6A e 6AL da Mallory são digitais. Basicamente o funcionamento e o resultado são o mesmo, porém algumas diferenças são perceptíveis para o manuseio prático. Ao contrário da MSD, o módulo da Mallory não precisa de chips para corte de giro. O próprio módulo possui um seletor o qual facilita em muito o trabalho e ainda possui um preço mais acessível.

Os módulos da linha 7 por outro lado são destinados para competição, e possuem a característica de destinarem múltiplas faíscas por até 20 graus da rotação do virabrequim ao contrário da linha 6A e 6AL que possuem a característica de aumentarem a duração e a força da centelha. A linha 7 ainda possui em seu sistema, um retardo de ponto para utilização de nitro.

A grosso modo, o sistema deste modelo de módulo de ignição faz com que, alem de dar o tempo correto da centelha, ainda faz com que a bobina possua uma melhor capacidade de ajudar o motor nas mais diferentes rotações, ao descarregar várias centelhas, mas por outro lado, toda e qualquer alteração de bobina se mostra mais sensível a ponto de permitir certos ajustes para adequar-se melhor na arrancada.

Voltando ao assunto da bobina mais especificadamente, a Indutância é medida em “Henry”, e no meio automotivo, em “miliHenry’s.
Todo sistema de indução possui um problema: escape de indutância. Não propriamente um vazamento físico, mas de forma de energia. Um sistema que utiliza um módulo similar ao 6AL, possuirá mais escape de indução que um sistema convencional, pois como todas as medidas da bobina variam, também variará o fluxo de indutância.

O que deve-se procurar é a bobina que melhor se adéqüe à sua necessidade. Utilizando como exemplo a MSD, esta possui algumas linhas de bobina como Blaster e Pro-Power, por exemplo. As bobinas blaster possuem de 6.9Mh de indutância à 8Mh, enquanto uma Pro- Power é de apenas 1Mh, e uma MSD HVC fica com apenas 0.250Mh de escape de indução.

Quanto menor este escape, mais precisa será a bobina. Por outro lado, cada bobina possui a sua aplicação. De nada adianta colocar uma bobina Pro-Power para um motor de rua. Tradicionalmente, as bobinas mais utilizadas são as MSD Blaster 2, 3 ou SS, bem como as Mallory Promaster.
Muitos consideram como a melhor bobina de custo-benefício a Promaster. Porém esta não é uma constante. Ao comparar uma Promaster com uma Blaster SS, vemos que tais bobinas possuem características bem diferentes. Não temos como dizer que uma bobina é melhor que a outra, mas sim, que são para diferentes aplicações.

A Mallory Promaster é uma bem conceituada bobina, mas que o seu desenvolvimento é destinado a motores de mais baixa rotação em virtude da duração da centelha ser maior e o pico de tensão menor.


Vejamos a tabela a seguir.


bobina modelo_ Indutancia_Voltagem _Pico Corrente_Res. Primária_ Res .Secundária_Duração/Centelha_Construção

MSD Blaster 2 ____8Mh __45.000 V _140 mA __0.700 ohms __4.70K ohms _350 uS ___Canister

MSD Blaster SS ___6,9Mh __40.000 V __300 mA __0.355 ohms __4.40 K ohms _220 uS _Epoxi

MSD Pro-Power __1Mh ___55.000 V __800 mA ___0.030 ohms __1 K ohms __180 uS ___Canister

MSD HVC-2 ___0,250Mh ___45.000 V __2 amps __0.160 ohms __30 ohms _150 uS __Epoxi

MSD 8245 ___5,8 mH ___44.000 V ___150 mA ___0,570 ohms __3.1K ohms__S/Info ___Epoxi

Mallory Promaster __7,3mH __55.000 V ___100 mA __0.600 ohms ___12.3K ohms ___500 uS ___Canister

Accel SuperCoil _Não Informada __45.000 V ___S/Info ____0.700 ohms __11.8K ohms __S/Info __Canister



Utilizamos como exemplo, as bobinas mais vendidas no mercado nacional. Comparando-as brevemente, temos que a Blaster 2 da MSD possui uma duração de centelha maior que a Pro- Power da mesma marca. Por outro lado a voltagem é menor, o pico de corrente é menor e a resistência é menor também. Se verificarmos a Promaster da Mallory, esta possui uma resistência muito aquém das rivais, bem como a indutância é tão alta quanto, e possui pico de corrente bem abaixo, por outro lado, possui duração de centelha maior.

O pico de tensão mais forte e com centelha mais curta reflete em que a bobina é boa para alto RPM, em virtude do tempo de recarga. Mais longa a centelha, mas mais fraca, representa boa performance em baixa rotação, mas por outro lado prejudica a alta. Observando as bobinas no comparativo, temos que as destinadas a veículos de rua (Blaster 2, Blaster SS, Promaster e Accel Super Coil), possuem características diferentes para os diferentes motores.

Se aplicarmos tais bobinas em um carro com leve preparação, a melhor indicada seria a Promaster em virtude da duração da centelha se considerar giros de 5000 no máximo. Não que esta bobina gere uma potencia significativa a mais, porém a queima poderá ser mais uniforme e mais precisa que as demais. Por outro lado uma Blaster SS possui uma resistência menor e um pico de corrente maior, o que pode garantir uma melhor performance acima de 5000 RPM’s. Logicamente não são fatores fixos. Cada motor possui a sua característica, e não podemos nos ater apenas nestes números, sem considerar a preparação do motor em si.

Curiosamente, muitos se preocupam com a potência da bobina, ou seja, a sua voltagem. Porém este não é o fator principal que deve ser observado. Muitas bobinas de arrancada possuem voltagem relativamente baixa.

Alguns modelos da Mallory possuem apenas 33.000 volts de potencia, mas por outro lado o pico de corrente é mais alto e a duração da centelha é mais baixa, logo percebe-se que é destinada a motores de alto giro.

Vale lembrar que em arrancada, o principal fator não é a potência, mas sim o torque. A força que é necessária para tirar o carro da inércia. Bobinas de baixa resistência, alto pico de corrente e duração da centelha médio caracterizam-se por darem ao motor mais torque tanto para saída de curva como para a arrancada. Desta forma vemos que o assunto de bobina é bastante complexo mas tem solução.

Sempre que for procurar uma bobina para o motor, deve-se observar a finalidade do veículo. Se for para rua, procurar uma bobina que possua uma duração de centelha mais longa para priorizar o baixo RPM. Se para arrancada em um motor que gira boa parte do tempo 7500 RPM ou mais, procurar por uma bobina que possua uma resistência menor, menor duração de centelha e pico de corrente maior.

OKK


Última edição por adpachec em Qua 11 Mar - 18:52:56, editado 1 vez(es)

SevenFifty
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 1241
Idade : 30
Localização : Guaratinguetá-SP
Modelo do carro : Opala Especial 1973 cupê
Cilindros : 4 (151)
Data de inscrição : 06/09/2010

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por SevenFifty em Ter 10 Mar - 18:01:41

Registrado em arquivo. Obrigado!

Tonho_RS
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 825
Idade : 25
Localização : Rio Grande do Sul
Modelo do carro : Opala Especial 1972
Cilindros : 4 cil - 2500
Data de inscrição : 26/05/2011

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por Tonho_RS em Ter 10 Mar - 23:33:37

Muito bom, leitura obrigatória para quem vai preparar ou apenas melhorar o motor do seu carro.

Essa relação de resistência x duração de centelha x pico de corrente é muito interessante.

Seria uma boa fixar o tópico.

adpachec
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 4992
Idade : 41
Localização : Jacareí SP
Modelo do carro : GM e VW.
Cilindros : 4 + 4
Data de inscrição : 29/04/2012

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por adpachec em Qua 11 Mar - 19:34:58

Melhorei a tabela para melhoro visualizar.



A resistência (Ohms) tem a ver com a bitola do fio, só porque a resistência é baixa não quer dizer que existe pouco fio na bobina, pode ser que a bitola do fio seja mais grossa, e as vezes se necessita mais voltas (espiras) para se conseguir a mesma resistência que uma bobina com fios mais finos e que necessita menas voltas (espiras).
Fios mais grossos nas espiras permitem maior corrente e mais velocidade na geração do campo e velocidade de faísca.
O fio mais grosso permite um maior passagem de corrente, mas um menor acúmulo (força) dela.
Fios de bitola mais fina não suportam corrente tão elevada (em relação aos mais grossos), geram o campo magnético mais devagar e possuem duração da faísca maior.
Um fio de bitola mais fina permite um maior acúmulo de corrente na bobina devido a dificuldade de passagem pelo fio, mas gera aquecimento.

Exemplo:




Uma bobina "paralela" (fiação fina e banhada a óleo):



A Bosch, fios mais grossos no primário:



A bitola do fio, quantidade de espiras e sua dispersão (forma que foi enrolada) interferem na faísca.
Mas para saber que é quem necessita de mais informações do fabricante......ou abrindo ela.....coisa difícil.


OKK

Leo676
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 201
Idade : 32
Localização : Serra - Espirito Santo
Modelo do carro : Opala coupe 76/77 250-S Quase original...
Cilindros : 250 Cu.In., 6 cil.
Data de inscrição : 25/09/2014

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por Leo676 em Sex 17 Abr - 17:06:49

Entao.. vejo muito a galera falar da bobina msd blaster... e achei no ML essa outra aqui... so queria saber se alguem conhece... a marca é conhecida.... é uma pro-comp de 50000 volts.. nao achei informações de indutancia, resistividade e etc.. mas, com uma original a 120 e essa a 279, to quase trocando por ela.. o que sera q da? lembrando.. motor 250/s original.... só com flitro esportivo, dfv trabalhada e 6x2 dimensionado (por enquanto rsrsrs)

adpachec
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 4992
Idade : 41
Localização : Jacareí SP
Modelo do carro : GM e VW.
Cilindros : 4 + 4
Data de inscrição : 29/04/2012

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por adpachec em Sex 17 Abr - 17:45:58

Leo676 escreveu:Entao.. vejo muito a galera falar da bobina msd blaster... e achei no ML essa outra aqui... so queria saber se alguem conhece... a marca é conhecida.... é uma pro-comp de 50000 volts.. nao achei informações de indutancia, resistividade e etc.. mas, com uma original a 120 e essa a 279, to quase trocando por ela.. o que sera q da? lembrando.. motor 250/s original.... só com flitro esportivo, dfv trabalhada e 6x2 dimensionado (por enquanto rsrsrs)

Aqui diz: 0,6 Ohms no primário e 8,5 Quilohms no secundário.

https://groups.google.com/forum/#!topic/br_maverick_google/JufYVQ8JmQA

OKK

Leo676
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 201
Idade : 32
Localização : Serra - Espirito Santo
Modelo do carro : Opala coupe 76/77 250-S Quase original...
Cilindros : 250 Cu.In., 6 cil.
Data de inscrição : 25/09/2014

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por Leo676 em Sab 18 Abr - 12:07:39

adpachec escreveu:
Leo676 escreveu:Entao.. vejo muito a galera falar da bobina msd blaster... e achei no ML essa outra aqui... so queria saber se alguem conhece... a marca é conhecida.... é uma pro-comp de 50000 volts.. nao achei informações de indutancia, resistividade e etc.. mas, com uma original a 120 e essa a 279, to quase trocando por ela.. o que sera q da? lembrando.. motor 250/s original.... só com flitro esportivo, dfv trabalhada e 6x2 dimensionado (por enquanto rsrsrs)

Aqui diz: 0,6 Ohms no primário e 8,5 Quilohms no secundário.

https://groups.google.com/forum/#!topic/br_maverick_google/JufYVQ8JmQA

OKK

uhm.. os valores dela sao um pouco "piores" que o da msd blaster entao? será que valeria a pena utilizar uma dessas em um carro com ignição eletronica comum? meus cabos sao de 10mm... sera que conseguiria melhora no centelhamento num uso mais moderado como é o meu caso?

adpachec
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 4992
Idade : 41
Localização : Jacareí SP
Modelo do carro : GM e VW.
Cilindros : 4 + 4
Data de inscrição : 29/04/2012

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por adpachec em Sab 18 Abr - 12:46:19

Leo676 escreveu:
adpachec escreveu:

Aqui diz: 0,6 Ohms no primário e 8,5 Quilohms no secundário.

https://groups.google.com/forum/#!topic/br_maverick_google/JufYVQ8JmQA

OKK

uhm.. os valores dela sao um pouco "piores" que o da msd blaster entao? será que valeria a pena utilizar uma dessas em um carro com ignição eletronica comum? meus cabos sao de 10mm... sera que conseguiria melhora no centelhamento num uso mais moderado como é o meu caso?

Na verdade ela se parece com a bobina asfáltica BOSCH.



Comparando com o modelo opala (Bosch final 067) ela tem menas resistência no primário (0,6 no primário e 8,5 Quilohms no secundário contra até 1,6 Ohms e 8,8 Quilohms da BOSCH).
Significa "em teoria" que a procomp possui mais força na faísca e maior velocidade de carga (pelo enrolamento primário de menor valor em proporção ao secundário).
Mas também significa que suporta menas corrente ou vai esquentar e se queimar.
Falta saber se o tempo de carga desta bobina permite seu uso com a ignição original do opala (módulo),o chamado "Dwell time"....isto não sei te informar.

http://www.protuneelectronics.com/index.php/detalhe-dicas/3/saiba-mais-sobre-o-dwell-time

OKK

Ermeson
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 28
Localização : itaquaquecetuba
Modelo do carro : Opala 1979 coupe luxo
Cilindros : 4CC
Data de inscrição : 18/02/2015

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por Ermeson em Sab 18 Abr - 13:47:10

Me indicaram colocar a bobina do GOL MI ainda não fiz nem estudei essa possibilidade mas vou testar

Leo676
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 201
Idade : 32
Localização : Serra - Espirito Santo
Modelo do carro : Opala coupe 76/77 250-S Quase original...
Cilindros : 250 Cu.In., 6 cil.
Data de inscrição : 25/09/2014

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por Leo676 em Sab 18 Abr - 17:02:33

Sim adpachec.. eh vdd msm.. agora fiquei na duvida.... vou procurar saber se alguem colocou so a bobina / velas / cabos melhores no sistema distribuidor/ignição original do opala.... o modulo MSD ta bem caro por conta do dolar... um 6al ta quase 3k aqui no brasil.... vou esperar se alguem relata a experiencia pra eu nao ter de ser cobaia... ate montar meu carro da tempo rsrsrs....

Leo676
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 201
Idade : 32
Localização : Serra - Espirito Santo
Modelo do carro : Opala coupe 76/77 250-S Quase original...
Cilindros : 250 Cu.In., 6 cil.
Data de inscrição : 25/09/2014

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por Leo676 em Sab 18 Abr - 17:10:00

Ermeson escreveu:Me indicaram colocar a bobina do GOL MI ainda não fiz nem estudei essa possibilidade mas vou testar

Olha emerson, eu considero o Bandit um dos especialistas aqui do forum pq vejo sempre os comentarios dele com propriedade e exemplos praticos... ele deu uma P......... explicação sobe a bobina do MI no opala (So nao lembro qual foi o topico)... no meu q eh 6cc eu nao vou colocar ela nao...  to querendo usar uma MSD ou coisa do tipo, p causa justamente de tempo de carregamento e tal, ja que os regimes dos motores AP sao muuuito diferentes dos nossos.. mesmo dos 4cc, q sao de maior deslocamento e menor Rpm... num 6c entao axo q a bobina endoida com 2 centelhas  a mais (50% a mais de consumo) se vc girar um  motor 6cc a 4000 vai ser quase igual girar um AP a 6000... eu acabava sempre chegando nas 4000 (coloquei minhas shift light em 3500, 4000 e 4500.. sempre ia so ate a amarela de 4000 pq nao sabia como meu motor realmente estava antes de desmontar o carro) entao axo q pro 6cc eh melhor buscar uma opçao das q tem mais capacidade e sao feitas pra aguentar motores tipo nossos.. na summit eh bom pra gente q eh mais cru pq vc filtra por tipo de motor.. L6, V6, V8 e por ai vai,...
Ai la aparece a blaster SS e as blaster tipo canister... 2, 3 e etc... mas la, NINGUEM usa essas ignições originais q a gente usa.. uma MSD 6al la custa 450 doletas... minha duvida é a compatibilidade dessas mega bobinas com nossas ignições fuleiras...
putz escrevi pra caraca...

bruno silverstar83
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 4547
Idade : 20
Localização : Araucária-PR
Modelo do carro : Silverstar 1983
Cilindros : 6 Cilindros
4.1/S
Data de inscrição : 12/04/2012

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por bruno silverstar83 em Sab 18 Abr - 20:21:20

Excelente texto adpachec
Eu uso uma procomp e-core com cabos de 10mm e o resto da ignição original,inclusive com velass GM, se não me engano são 60 mil volts

http://www.101racingparts.com/ecommerce/detalhe_produto/110/Bobina+Igni%E7%E3o+E-Core++60.000+Volts#conteudo

Eu senti bastante diferença comparada com a original,é praticamente igual a MI só que um pouco mais forte,e a minha não esquenta não


_________________
Opala muito mais que um carro,uma paixão.

___________________________________________________

Tópico do silverstar 83 6cil de weber 40  Twisted Evil

Refazendo o motor do silver...


Leo676
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 201
Idade : 32
Localização : Serra - Espirito Santo
Modelo do carro : Opala coupe 76/77 250-S Quase original...
Cilindros : 250 Cu.In., 6 cil.
Data de inscrição : 25/09/2014

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por Leo676 em Sab 18 Abr - 21:19:56

bruno silverstar83 escreveu:Excelente texto adpachec
Eu uso uma procomp e-core com cabos de 10mm e o resto da ignição original,inclusive com velass GM, se não me engano são 60 mil volts

http://www.101racingparts.com/ecommerce/detalhe_produto/110/Bobina+Igni%E7%E3o+E-Core++60.000+Volts#conteudo

Eu senti bastante diferença comparada com a original,é praticamente igual a MI só que um pouco mais forte,e a minha não esquenta não

Você falou o que eu queria ouvir cheers uma bobina de performance media em uma ignição original, cabos iguais aos meus e o resultado positivo!!! espero obter o mesmo exito.
valeu!!!

bruno silverstar83
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 4547
Idade : 20
Localização : Araucária-PR
Modelo do carro : Silverstar 1983
Cilindros : 6 Cilindros
4.1/S
Data de inscrição : 12/04/2012

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por bruno silverstar83 em Sab 18 Abr - 21:34:38



_________________
Opala muito mais que um carro,uma paixão.

___________________________________________________

Tópico do silverstar 83 6cil de weber 40  Twisted Evil

Refazendo o motor do silver...


adpachec
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 4992
Idade : 41
Localização : Jacareí SP
Modelo do carro : GM e VW.
Cilindros : 4 + 4
Data de inscrição : 29/04/2012

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por adpachec em Dom 19 Abr - 10:34:49

bruno silverstar83 escreveu:Excelente texto adpachec
Eu uso uma procomp e-core com cabos de 10mm e o resto da ignição original,inclusive com velass GM, se não me engano são 60 mil volts

http://www.101racingparts.com/ecommerce/detalhe_produto/110/Bobina+Igni%E7%E3o+E-Core++60.000+Volts#conteudo

Eu senti bastante diferença comparada com a original,é praticamente igual a MI só que um pouco mais forte,e a minha não esquenta não


Copiei os dados do Link:



OKK

Leo676
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 201
Idade : 32
Localização : Serra - Espirito Santo
Modelo do carro : Opala coupe 76/77 250-S Quase original...
Cilindros : 250 Cu.In., 6 cil.
Data de inscrição : 25/09/2014

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por Leo676 em Dom 19 Abr - 21:01:22

Valeu a todos que estao tornando esse forum, cada vez mais, o melhor forum pra opala de todo o Brasil.

Ermeson
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 28
Localização : itaquaquecetuba
Modelo do carro : Opala 1979 coupe luxo
Cilindros : 4CC
Data de inscrição : 18/02/2015

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por Ermeson em Qui 7 Maio - 19:37:29

com certeza o melhor valeu guerreiros

WILMAR 250
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 256
Idade : 28
Localização : Goiania-GO
Cilindros : 6cc
Data de inscrição : 14/08/2011

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por WILMAR 250 em Qui 7 Maio - 20:20:04

Eu vou de MSD 6AL e Mallory Promaster 29440 no fuçadão.
Dizem que a Blaster SS e praticamente uma MI no quesito voltagem, essa informação procede?
No meu motor original quero colocar a SS ou Blaster 2 com um módulo Street Fire.

mdb
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 21
Localização : Brasília/DF
Modelo do carro : Ex - Opala Diplomata 89/89 Preto, 6cil. álcool.

Atual - Caravan 79/79 Bege, 6cil. gasolina.
Cilindros : 6cil.
Data de inscrição : 05/09/2012

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por mdb em Qui 7 Maio - 20:37:35

to querendo trocar a minha, vou conversar com um mecânico sobre essa pro comp que o amigo indicou

Leo676
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 201
Idade : 32
Localização : Serra - Espirito Santo
Modelo do carro : Opala coupe 76/77 250-S Quase original...
Cilindros : 250 Cu.In., 6 cil.
Data de inscrição : 25/09/2014

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por Leo676 em Sab 16 Maio - 11:59:40

Comprei a procomp.. Meu motor foi essa semana pra preparaçao.. Desmontamos e tive más noticias.. Olhem o resumo da opera no meu topico (finalmente opala na garagem). Mas assim q ele voltar a rodar.. Vai ser mais um com a procomp ecore.

Conteúdo patrocinado

Re: QUAL A MELHOR BOBINA ? (Tabela com valores).

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 1:11:53


    Data/hora atual: Dom 4 Dez - 1:11:53