Opaleiros do Paraná

Conecte-se e aproveite as vantagens de ser um Membro Oficial.

Login

Esqueci minha senha

Últimos assuntos

» SS 76 restaurando
Hoje à(s) 21:31:50 por sergiomed

» [VENDA] Rodas Ranger aro 15" com pneus
Hoje à(s) 20:25:50 por N474N

» Bóia da W40 enroscando
Hoje à(s) 20:18:34 por Rodrigo N

» Ventilador do ar condicionado - Diplomata 91
Hoje à(s) 19:52:18 por vinicius-fausto

» Saudações! Novo Integrante do Grupo - Opala STD 1977
Hoje à(s) 19:28:36 por Rubão6cc

» Opala Diplomata 1.991 Automático
Hoje à(s) 18:59:15 por joaoc

» Sair do 228 para o 3E
Hoje à(s) 18:46:39 por Coupe 76

» Montagem miniatura Opala SS 1/8
Hoje à(s) 18:42:10 por Rubão6cc

» Reforma do Black Four Doors
Hoje à(s) 18:32:34 por cabelo4100

Quem está conectado

33 usuários online :: 2 usuários cadastrados, 1 Invisível e 30 Visitantes :: 2 Motores de busca

GuilhermeCosci, vicomodoro


[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 523 em Qua 15 Dez - 17:01:27

Produtos 101 Racing Parts

Seg 22 Abr - 17:29:39 por 101 Racing Parts

Comando de Válvulas Mecânico ISKY (USA)
CHEVROLET/GM 6cil 4.1L/250 1969-91 Opala
CHEVROLET/GM 4cil 2.5L/151 1969-91 - Carburados (tubo 6mm) Chevette, Chevy, Marajó



LINK PARA O PRODUTO
http://www.101racingparts.com/ecommerce/lista_produtos/busca%7C%7Cisk-2/1

Rafael Rodrigues
rafael@101racingparts.com
(41) 3941-4138


Filtro de Combustível de Tubo com Bico …

Top dos mais postadores

thallisguimaraes (17463)
 
tabarbosa (16851)
 
BANDIT (13534)
 
Xann (10387)
 
j ricardo (9352)
 
Jean Bida (9311)
 
Eduardo SSa (8678)
 
raphaelcaronti (8482)
 
Rubão6cc (7890)
 
100 (7771)
 

BESTA DE TURIN

Compartilhe

Cojak
Opaleiro
Opaleiro

Número de Mensagens : 4029
Data de inscrição : 27/08/2011

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por Cojak em Ter 7 Abr - 20:37:06

Não tem muito a ver com os carros,mas olhem isso Shocked :


BANDIT
Opaleiro
Opaleiro

Número de Mensagens : 13534
Data de inscrição : 22/06/2009

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por BANDIT em Ter 7 Abr - 20:43:36

A velocidade de 220km/h não é novidade a tempos....bem fora do Brasil....porque no Brasil....acho que o Tempra em 94.......conseguiu tal feito !!!!!

Então podemos falar de inovações tecnológicas aqui também .... como o Duesenberg Model A de 1923.....tinha comando no cabeçote e 4 válvulas por cilindro !!!!

O primeiro carro a usar touch screen  foi um Buick Riviera… nos anos 80!


[img=(620px,349px)]http://flatoutcombr.c.presscdn.com/wp-content/uploads/2014/05/buick-ts-1.jpg[/img]


Em poucos anos, as telas sensíveis ao toque passaram de exclusividade dos carros de luxo a item comum em veículos populares — ao ponto de, em certos casos, acharmos o interior de um carro sem touch screen esteticamente estranho. Mas qual foi o primeiro carro a usar uma tela sensível ao toque? A resposta, ao contrário do que você possa imaginar, não está na tecnologia japonesa, e sim nos EUA. Mais precisamente, no Buick Riviera.
Em 1986, o Riviera chegava a sua sétima geração. Já não tinha cara de mau como o primeiro Riviera, e a tração era dianteira desde 1979, quando a sexta geração foi lançada. O então novo Riviera era mais arredondado, um grande cupê de luxo com três volumes bem definidos e um V6 de 170 cv debaixo do capô.
[img=(620px,349px)]http://flatoutcombr.c.presscdn.com/wp-content/uploads/2014/05/buick-ts-3.jpg[/img]
o motor V6 transversal, o estilo genérico (algo que assombrou boa parte dos carros americanos da época), a falta de um V8 e o declínio do segmento dos cupês de luxo fizeram do Riviera de sétima geração um carro pouco memorável.
Contudo, o Buick Riviera 1986 foi o responsável por uma grande contribuição para a indústria automotiva: ele foi o primeiro carro do mundo a trazer uma tela sensível ao toque no painel — um sistema chamado Graphic Control Center, ou GCC.
Ela era muito diferente do que se vê hoje no Chevrolet Onix, por exemplo: era apenas um monitor CRT (como a TV de “tubão” abandonada em algum canto da sua casa) monocromático de nove polegadas que servia para controlar o rádio e o sistema de ar-condicionado.

[img=(620px,348px)]http://flatoutcombr.c.presscdn.com/wp-content/uploads/2014/05/buick-ts-4.jpg[/img]

Além disso, ele também exibia diagnósticos dos vários sistemas eletrônicos da época (no fim dos anos 80, a maioria dos os fabricantes resolveu abarrotar seus modelos com eletrônica), um calendário (uau!), computador de bordo e alerta de excesso de velocidade — configurado pelo motorista.
O pioneirismo nas telas sensíveis ao toque, porém, é frequentemente atribuído ao Buick Reatta — um cupê de visual um pouco (só um pouco) mais descolado que o do Riviera, seu companheiro de estábulo. O Reatta foi lançado em 1988, e usava exatamente o mesmo motor V6 do Riviera, acoplado a um câmbio automático de quatro marchas. E, apesar de ter a mesma mecânica e ser mais pesado do que o Riviera, o Reatta era considerado um cupê “esportivo” — e talvez, por isso, seja mais lembrado como o primeiro carro com touch screen, ainda que a tenha oferecido apenas em 1988 e 1989, os dois primeiros dos quatro anos em que esteve em produção. No Reatta, o sistema se chamava Electronic Control Center, ou ECC.
[img=(620px,349px)]http://flatoutcombr.c.presscdn.com/wp-content/uploads/2014/05/buick-ts-2.jpg[/img]


A Buick abandonou totalmente o sistema em 1990, depois que boa parte do público considerou a tela uma distração desnecessária e perigosa, além de complicada demais. A partir dali, os dois modelos adotaram interfaces convencionais, com botões físicos. Hoje em dia, contudo, há uma espécie de fetiche pela touch screen dos Buick: existem vários vídeos no YouTube demonstrando o sistema, e sempre é possível encontrar uma à venda no eBay,  e custam entre US$ 300 e US$ 1.000, dependendo do estado de conservação e funcionamento.

BANDIT
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 13534
Localização : Paraná
Cilindros : 8+6+6+6+4
Data de inscrição : 22/06/2009

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por BANDIT em Ter 7 Abr - 20:44:17

BANDIT escreveu:A




BANDIT
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 13534
Localização : Paraná
Cilindros : 8+6+6+6+4
Data de inscrição : 22/06/2009

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por BANDIT em Ter 7 Abr - 20:48:03





bruno silverstar83
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 4547
Idade : 20
Localização : Araucária-PR
Modelo do carro : Silverstar 1983
Cilindros : 6 Cilindros
4.1/S
Data de inscrição : 12/04/2012

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por bruno silverstar83 em Ter 7 Abr - 21:36:57

BANDIT escreveu:A velocidade de 220km/h não é novidade a tempos....bem fora do Brasil....porque no Brasil....acho que o Tempra em 94.......conseguiu tal feito !!!!!

Então podemos falar de inovações tecnológicas aqui também .... como o Duesenberg Model A de 1923.....tinha comando no cabeçote e 4 válvulas por cilindro !!!!

O primeiro carro a usar touch screen  foi um Buick Riviera… nos anos 80!





Em poucos anos, as telas sensíveis ao toque passaram de exclusividade dos carros de luxo a item comum em veículos populares — ao ponto de, em certos casos, acharmos o interior de um carro sem touch screen esteticamente estranho. Mas qual foi o primeiro carro a usar uma tela sensível ao toque? A resposta, ao contrário do que você possa imaginar, não está na tecnologia japonesa, e sim nos EUA. Mais precisamente, no Buick Riviera.
Em 1986, o Riviera chegava a sua sétima geração. Já não tinha cara de mau como o primeiro Riviera, e a tração era dianteira desde 1979, quando a sexta geração foi lançada. O então novo Riviera era mais arredondado, um grande cupê de luxo com três volumes bem definidos e um V6 de 170 cv debaixo do capô.

o motor V6 transversal, o estilo genérico (algo que assombrou boa parte dos carros americanos da época), a falta de um V8 e o declínio do segmento dos cupês de luxo fizeram do Riviera de sétima geração um carro pouco memorável.
Contudo, o Buick Riviera 1986 foi o responsável por uma grande contribuição para a indústria automotiva: ele foi o primeiro carro do mundo a trazer uma tela sensível ao toque no painel — um sistema chamado Graphic Control Center, ou GCC.
Ela era muito diferente do que se vê hoje no Chevrolet Onix, por exemplo: era apenas um monitor CRT (como a TV de “tubão” abandonada em algum canto da sua casa) monocromático de nove polegadas que servia para controlar o rádio e o sistema de ar-condicionado.


Além disso, ele também exibia diagnósticos dos vários sistemas eletrônicos da época (no fim dos anos 80, a maioria dos os fabricantes resolveu abarrotar seus modelos com eletrônica), um calendário (uau!), computador de bordo e alerta de excesso de velocidade — configurado pelo motorista.
O pioneirismo nas telas sensíveis ao toque, porém, é frequentemente atribuído ao Buick Reatta — um cupê de visual um pouco (só um pouco) mais descolado que o do Riviera, seu companheiro de estábulo. O Reatta foi lançado em 1988, e usava exatamente o mesmo motor V6 do Riviera, acoplado a um câmbio automático de quatro marchas. E, apesar de ter a mesma mecânica e ser mais pesado do que o Riviera, o Reatta era considerado um cupê “esportivo” — e talvez, por isso, seja mais lembrado como o primeiro carro com touch screen, ainda que a tenha oferecido apenas em 1988 e 1989, os dois primeiros dos quatro anos em que esteve em produção. No Reatta, o sistema se chamava Electronic Control Center, ou ECC.



A Buick abandonou totalmente o sistema em 1990, depois que boa parte do público considerou a tela uma distração desnecessária e perigosa, além de complicada demais. A partir dali, os dois modelos adotaram interfaces convencionais, com botões físicos. Hoje em dia, contudo, há uma espécie de fetiche pela touch screen dos Buick: existem vários vídeos no YouTube demonstrando o sistema, e sempre é possível encontrar uma à venda no eBay,  e custam entre US$ 300 e US$ 1.000, dependendo do estado de conservação e funcionamento.

Bacana essa história,é igual a história do computador,na época ele não viam motivo de se ter um computador pessoal,hoje o mundo é tomado deles


_________________
Opala muito mais que um carro,uma paixão.

___________________________________________________

Tópico do silverstar 83 6cil de weber 40  Twisted Evil

Refazendo o motor do silver...


Anderson Carvalho
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 1075
Idade : 39
Localização : Portugal (em breve)
Modelo do carro : Ex-Opala Comodoro SL/E 1988 Coupe
Cilindros : 4cc
Data de inscrição : 24/12/2013

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por Anderson Carvalho em Ter 7 Abr - 21:56:33

Cara que legal a história desse modelos da Buick

eleandro kalckmann
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 630
Idade : 28
Localização : fco beltrão
Modelo do carro : opala Comodoro sl/e 90
Cilindros : 4cc

Data de inscrição : 06/10/2014

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por eleandro kalckmann em Qui 9 Abr - 18:55:27

UM POUCO DA HISTORIA...... A FIAT S76, também conhecido como “A besta de Turim”, Era um carro construído em 1911 da casa italiana para FIAT, a fim de quebrar o recorde de velocidade que ocupou na época o carro relâmpago-Benz. O motor 28.353 centímetros cúbicos deram força 290 cavalos com velocidade final 290 km/h. Aqui vemos uma montagem curta de reconstrução e motor começando um S76 FIAT por um grupo de engenheiros na Inglaterra.

http://www.videoman.gr/pt/69863

A tecnologia automóvel tem sido pródiga nos seus avanços nos anos mais recentes. No entanto, se se olhar para os primórdios da indústria automóvel, verifica-se que já existiam exemplos de engenharia notáveis para a sua época e que ainda hoje se destacam por serem impressionantes.

É o caso deste Fiat S76. Provavelmente, nunca ouviu falar dele. Mas também não é de estranhar, já que este automóvel data de 1910. Mas não é só por esse motivo que é merecedor de destaque. É que o S76 dispõe de um imponente motor de quatro cilindros com 28.5 litros de cilindrada, o que lhe confere o direito a ostentar a alcunha de ‘Besta de Turim’. A potência ascende a impressionantes 300 cavalos! Recorde-se que falamos de 1910.

O Fiat S76 tinha como objectivo bater o recorde de velocidade no solo, que na época era detido pelo Blitzen-Benz (outro ‘monstro’ com 21.5 litros de cilindrada), havendo registo de apenas dois veículos produzidos. Abordemos um pouco da sua história.

Condução exigente

Depois de ver os seus registos de tentativas de recorde anulados (com o francês Artur Duray ao volante), o destino dos dois S76 ficou traçado pelo esquecimento. Após a Primeira Guerra Mundial, o primeiro S76 apareceu na Austrália, embora já sem o motor original, mas com um Stutz no seu lugar. Já o segundo S76 ficou sempre na posse da Fiat, mas a marca italiana decidiu desmantelá-lo logo a seguir ao primeiro grande conflito bélico, numa prática que então era comum entre os construtores.

Acerca da condução do Fiat, Duray, que foi incumbido da tarefa de alcançar o recorde de velocidade pelo princípe russo Boris Soukhanoff (que adquiriu o chassis número 1), referiu à Rivista Illustrata Mensile No. 9 de 1914 o quão difícil era controlar o S76: “As minhas impressões? Engrenar a primeira, segunda ou terceira velocidades é relativamente simples, mas quando se trata de engrenar a quarta quando seguimos a 190 km/h é uma história completamente diferente. Tenho de segurar o volante com força, puxar a alavanca das mudanças para a frente e prestar atenção para não subir a berma, porque no momento em que o ar entra na câmara de combustão, o coice causa a impressão que o banco está a magoar as costas”.

Tarefa hercúlea

Foi apenas em 2003 que o britânico Duncan Pittaway chamou a si a tarefa de reconstruir o S76, ao comprar o chassis número 1, sem o motor de 28.5 litros. Contudo, a unidade do chassis número 2 ainda resistia e foi adquirido por Pittaway algum tempo depois, com o trabalho subsequente para o colocar de novo em funcionamento a obrigar a um intenso restauro.

No final de Novembro o gigantesco motor Fiat com quase 30 litros de cilindrada voltou à vida (cerca de 100 anos depois) e o som é algo de outro mundo (assim como o ‘coice’ do arranque, ainda por manivela). Os planos de Pittaway passam por recolocar o S76 de novo na estrada, no próximo Festival de Goodwood. Entretanto, aproveitando a impressionante tarefa de reconstruir a ‘Besta’, Stefan Marjoram filmou um interessante documentário sobre todo o processo que deverá ser lançado em Fevereiro de 2015. Fique com o trailer desse mesmo documentário.

BANDIT
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 13534
Localização : Paraná
Cilindros : 8+6+6+6+4
Data de inscrição : 22/06/2009

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por BANDIT em Qui 9 Abr - 19:20:49

Muito bom Eleandro !

Eu tinha certeza que era um veiculo para quebra de record .....ótimo texto...parabéns

vanioss
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 159
Localização : Canoinhas-SC
Modelo do carro : Caravan DeLuxo 1978
Cilindros : 6cc
Data de inscrição : 02/02/2015

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por vanioss em Qui 9 Abr - 19:27:47

Victor Meijerink escreveu:
eleandro kalckmann escreveu:OLHA SÓ O Q EU ACHEI NA NET .....28.4 LITROS E APENAS 4 CILINDROS,RENDENDO 300 CV.....MUITO LOCO
https://youtu.be/bsdWgmp4TaQ
https://youtu.be/PlPbhGeMu4U

Muito bom muito bom mesmo!!

e o tanque dessa parada ai? teria que uma carretinha pipa atras kk

a partida é monstro em cyclops

eleandro kalckmann
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 630
Idade : 28
Localização : fco beltrão
Modelo do carro : opala Comodoro sl/e 90
Cilindros : 4cc

Data de inscrição : 06/10/2014

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por eleandro kalckmann em Qui 9 Abr - 19:32:03

BANDIT escreveu:Muito bom Eleandro !

Eu tinha certeza que era um veiculo para quebra de record .....ótimo texto...parabéns

obg bandit.....pelo pouco q eu li da historia da BESTA DE TURIN foi feito apenas 2 carros(posso estar enganado) e um foi desmanchado...entao.......acredito q seja o unico exemplar !!!!!é o carro mais rara q ja vi ..........

BANDIT
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 13534
Localização : Paraná
Cilindros : 8+6+6+6+4
Data de inscrição : 22/06/2009

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por BANDIT em Qui 9 Abr - 20:16:11

Mas esse "Super Carros "  eram feitos assim ,poucas unidades.....  pois eram apenas par velocidade  .....com enormes motores ! OKK

Isael
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 847
Idade : 29
Localização : Taubaté-SP
Modelo do carro : Opala de Luxo cupê 1978 branco perolizado
Cilindros : 4.1s + CompCams 280H + H34 + 6x2
Data de inscrição : 22/04/2013

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por Isael em Sex 10 Abr - 6:38:28

Caraca....que da hora esse tópico hein!!!!
Parabéns à vcs que postaram essas super máquinas!!!            

Sempre serei apaixonado pelas Auto Union da década de 30!!!!  
só de pensar na engenharia alemã da época...os EUA só ganharam a guerra pelos recursos mesmo!!!!

Conteúdo patrocinado

Re: BESTA DE TURIN

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 22:09:58


    Data/hora atual: Sex 9 Dez - 22:09:58