Opaleiros do Paraná

Conecte-se e aproveite as vantagens de ser um Membro Oficial.

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos

» O pneu 225/65 R17 Cabe no opala ?
Ontem à(s) 23:27:41 por guilherme Mallmann

» Diferencial Dana 30
Ontem à(s) 23:22:05 por Black

» Do Lixo ao Luxo. Projeto 794
Ontem à(s) 22:10:28 por bruno silverstar83

» Pneus de qualidade para Opala aro 14"
Ontem à(s) 20:33:16 por lucasklaus

» Opala Comodoro 1982 - Primeiro Opala
Ontem à(s) 20:23:12 por OpaleiroJlle

» Instalação de um 3E 6cc em um motor 4cc
Ontem à(s) 19:38:32 por Kresly

» Opala Diplomata 1989
Ontem à(s) 16:58:39 por pacato

» Opaleiros de Ribeirão preto e regiaõ
Ontem à(s) 15:22:44 por bettosanches

» Restauração Opala coupé 1972
Ontem à(s) 14:00:35 por Raul F. C. Moreira

Quem está conectado

12 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 12 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum


[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 523 em Qua 15 Dez - 17:01:27

101 Racing Parts - Fechou! - Alternativas

Qua 1 Mar - 7:19:22 por levizito

Amigos... os posts relacionados a renomada loja 101 Racing Parts de importação de peças são antigos, os links do site que encontro no fórum não abrem e os telefones não existem...

Seguem abaixo as alternativas confiáveis:

www.americaparts.com.br
http://www.pro-1.com.br
www.marcelinhospecialparts.com.br

Se os amigos tiverem notícias sobre a 101 ou outras lojas confiáveis de importação postem …

Top dos mais postadores

thallisguimaraes (17470)
 
tabarbosa (16851)
 
BANDIT (13573)
 
Xann (10395)
 
Rubão6cc (10277)
 
j ricardo (9361)
 
Jean Bida (9311)
 
Eduardo SSa (8678)
 
raphaelcaronti (8524)
 
100 (7771)
 

Cobertura da caixa de fusíveis 1991 e 1992

Compartilhe
avatar
opala4cc
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 3558
Localização : Porto Alegre
Modelo do carro : Comodoro SL/E 91/92
Cilindros : 4 cilindros
Data de inscrição : 09/06/2010

Cobertura da caixa de fusíveis 1991 e 1992

Mensagem por opala4cc em Seg 19 Fev - 21:42:21

Recentemente apareceu no mercadolivre um vendedor vendendo uma reprodução da cobertura da caixa de fusíveis dos opalas/caravans de 1991 a 1992, que é feita de tecido pré-moldado. Originalmente, não é bem uma "tampa", como muita gente chama. Acho que o mais preciso seria chamar de "cobertura".
Enfim, o que quero dizer é que comprei o produto. Não que eu precisasse, porque meu comodoro veio com essa tampa. Mas como eu já tinha aprontado um protótipo que nunca passou dessa etapa por questões de custo da mão-de-obra, resolvi comprar. Não resisti ao impulso, pois na aparência já demonstrava ser de boa qualidade. E realmente é um bom produto. Eu recomendo. O carpete é bastante espesso e rígido, não tendo costuras aparentes (igual ao original neste quesito). É claro que não é uma réplica perfeita, mas é bastante satisfatória. Por incrível que pareça, não é perfeita porque erraram um pouquinho nas dimensões, sendo a réplica um pouco maior do que a original. No meu caso específico, que pedi a peça de cor cinza, a réplica também é um pouco mais clara (o que provavelmente não ocorre para quem comprar na cor preta). Mas nada disso tira a aprovação do produto. Recomendo para os que estão sem a peça em seus 91/92.
Fotos comparativas original X réplica:


Foto 1: à esquerda, a peça original e à direita, a réplica.


Foto 2: outra vista das peças. À esquerda, a original e à direita, a réplica. A estrutura de arame na peça original foi colocada por mim para que mantivesse a forma, pois estava bastante deformada.


Foto 3: outro ângulo, para fins comparativos. No primeiro plano, a peça original e no segundo plano a réplica.
avatar
lucasklaus
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 333
Idade : 27
Localização : Chapecó
Modelo do carro : Dart Gran Sedan '74 (atual)
Opala Especial '72 (ex)
Opala Diplomata '88 (ex)
Cilindros : 8, 6 e 6
Data de inscrição : 21/02/2017

Re: Cobertura da caixa de fusíveis 1991 e 1992

Mensagem por lucasklaus em Ter 20 Fev - 6:11:34

Vivendo e aprendendo, nem sabia da existência dessa peça. Só por curiosidade, esse carpet é moldado ao mesmo estilo do carpet do assoalho ou possui alguma moldura interna? Os vincos aparentam estar bem definidos, muito bom aliás para uma peça de reprodução.
avatar
opala4cc
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 3558
Localização : Porto Alegre
Modelo do carro : Comodoro SL/E 91/92
Cilindros : 4 cilindros
Data de inscrição : 09/06/2010

Re: Cobertura da caixa de fusíveis 1991 e 1992

Mensagem por opala4cc em Ter 20 Fev - 6:45:19

lucasklaus escreveu:Vivendo e aprendendo, nem sabia da existência dessa peça. Só por curiosidade, esse carpet é moldado ao mesmo estilo do carpet do assoalho ou possui alguma moldura interna? Os vincos aparentam estar bem definidos, muito bom aliás para uma peça de reprodução.

Sim, o mesmo estilo do carpete do assoalho, o que mais dificulta a reprodução. E muita gente não sabe da existência da cobertura da caixa de fusíveis dos 91 a 92 exatamente porque a maioria dos 91/92 já estão sem a peça. Não sei o que esse povo faz com isso. Como conseguem sumir com ela? Seria relaxamento dos mecânicos/autoelétricos? Ou dos proprietários?
avatar
lucasklaus
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 333
Idade : 27
Localização : Chapecó
Modelo do carro : Dart Gran Sedan '74 (atual)
Opala Especial '72 (ex)
Opala Diplomata '88 (ex)
Cilindros : 8, 6 e 6
Data de inscrição : 21/02/2017

Re: Cobertura da caixa de fusíveis 1991 e 1992

Mensagem por lucasklaus em Ter 20 Fev - 8:39:49

opala4cc escreveu:Sim, o mesmo estilo do carpete do assoalho, o que mais dificulta a reprodução. E muita gente não sabe da existência da cobertura da caixa de fusíveis dos 91 a 92 exatamente porque a maioria dos 91/92 já estão sem a peça. Não sei o que esse povo faz com isso. Como conseguem sumir com ela? Seria relaxamento dos mecânicos/autoelétricos? Ou dos proprietários?

Gostei muito. A moldagem dela, ao menos pelo o que vejo nas fotos, ficou impecável.
Eu acho que esse desleixo pelos carros é sempre culpa do dono, isso falando direta e indiretamente, deixa eu explicar. Se, por exemplo, um mecânico ou eletricista somem com uma peça do meu carro, eu sempre verifico o serviço feito, volto lá e de um jeito ou outro a peça (ou o valor dela) eu faço ressarcimento. Uma pessoa desleixada deixaria isso passar, até porque (por tendência) pessoas desleixadas também costumam ter fornecedores desleixados. Um outro cenário até pode acontecer onde uma pessoa que tenha zelo pelo carro mas não tenha conhecimento da existência daquela peça poderia deixar isso passar, mas eu acho isso bem improvável pra ser sincero por diversas razões (a principal é que normalmente quem tem zelo, conhece o próprio carro ao ponto de notar o sumiço de uma peça como essa); eu deixaria esse cenário num percentual mínimo das probabilidades.

Um outro fator além do desleixo que eu poderia citar é que o Opala passou por uma desvalorização muito grande ali pelos anos 2000 e fez muito Opala virar prego. Os poucos inteiros que sobreviveram 100% são carros de amantes como nós, e poucos. Eu tenho um bom tempo de histórico familiar com a linha Opala mas volta e meia eu ainda me deparo com peças como essas, da qual eu nem fazia ideia de que existiam.
avatar
opala4cc
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 3558
Localização : Porto Alegre
Modelo do carro : Comodoro SL/E 91/92
Cilindros : 4 cilindros
Data de inscrição : 09/06/2010

Re: Cobertura da caixa de fusíveis 1991 e 1992

Mensagem por opala4cc em Ter 20 Fev - 8:48:33

lucasklaus escreveu:
opala4cc escreveu:Sim, o mesmo estilo do carpete do assoalho, o que mais dificulta a reprodução. E muita gente não sabe da existência da cobertura da caixa de fusíveis dos 91 a 92 exatamente porque a maioria dos 91/92 já estão sem a peça. Não sei o que esse povo faz com isso. Como conseguem sumir com ela? Seria relaxamento dos mecânicos/autoelétricos? Ou dos proprietários?

Gostei muito. A moldagem dela, ao menos pelo o que vejo nas fotos, ficou impecável.
Eu acho que esse desleixo pelos carros é sempre culpa do dono, isso falando direta e indiretamente, deixa eu explicar. Se, por exemplo, um mecânico ou eletricista somem com uma peça do meu carro, eu sempre verifico o serviço feito, volto lá e de um jeito ou outro a peça (ou o valor dela) eu faço ressarcimento. Uma pessoa desleixada deixaria isso passar, até porque (por tendência) pessoas desleixadas também costumam ter fornecedores desleixados. Um outro cenário até pode acontecer onde uma pessoa que tenha zelo pelo carro mas não tenha conhecimento da existência daquela peça poderia deixar isso passar, mas eu acho isso bem improvável pra ser sincero por diversas razões; eu deixaria esse cenário num percentual mínimo das probabilidades.

Eu concordava com você até uns 5 anos atrás. De lá pra cá, concluí que a quantidade de mecânicos que entraram nesse mercado de trabalho e que não são capazes de desmontar uma sequência de peças sem que sobre na remontagem é cada vez maior. E o pior: perderam a capacidade de indignação ao constatarem a sobra de peças. Acham perfeitamente normal arruelas, porcas, parafusos, coberturas plásticas, braçadeiras, dutos e etc... que jazem no chão da oficina ao término do trabalho. E nem estou mencionando as peças cuja fixação envolve parafusos de cabeças, passo de rosca, comprimento e diâmetro diferentes, onde estes componentes nunca voltam a ocupar o mesmo lugar onde estavam originalmente, arrombando furos, espraiando roscas e muitas vezes provocando os famosos "grilinhos" da carroceria quando o automóvel passa por pisos irregulares.
Não sei o que está acontecendo com os SENAI e os SENAC da vida, mas não são mais os mesmos.
avatar
lucasklaus
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 333
Idade : 27
Localização : Chapecó
Modelo do carro : Dart Gran Sedan '74 (atual)
Opala Especial '72 (ex)
Opala Diplomata '88 (ex)
Cilindros : 8, 6 e 6
Data de inscrição : 21/02/2017

Re: Cobertura da caixa de fusíveis 1991 e 1992

Mensagem por lucasklaus em Ter 20 Fev - 9:15:54

opala4cc escreveu:Eu concordava com você até uns 5 anos atrás. De lá pra cá, concluí que a quantidade de mecânicos que entraram nesse mercado de trabalho e que não são capazes de desmontar uma sequência de peças sem que sobre na remontagem é cada vez maior. E o pior: perderam a capacidade de indignação ao constatarem a sobra de peças. Acham perfeitamente normal arruelas, porcas, parafusos, coberturas plásticas, braçadeiras, dutos e etc... que jazem no chão da oficina ao término do trabalho. E nem estou mencionando as peças cuja fixação envolve parafusos de cabeças, passo de rosca, comprimento e diâmetro diferentes, onde estes componentes nunca voltam a ocupar o mesmo lugar onde estavam originalmente, arrombando furos, espraiando roscas e muitas vezes provocando os famosos "grilinhos" da carroceria quando o automóvel passa por pisos irregulares.
Não sei o que está acontecendo com os SENAI e os SENAC da vida, mas não são mais os mesmos.

Tenho que concordar contigo, o que já me estressei com falta de cuidado desses "profissionais" daria pra escrever um livro. Só que ainda assim eu fui atrás, perdi um tempo de vida mas as cagadas que fizeram eles tiveram que refazer. Uma cagada ainda está meio pendente pra falar a verdade, pois quando fui fazer uma revisão do ar condicionado eles regularam a correia e subiram o suporte do compressor, nisso ao fechar o capô amassou tudo por cima (detalhe, já era um senhor lá dos seus 40 anos fazendo uma m***a dessas)... Ele já pagou o lanterneiro que vai fazer o conserto mas estou esperando pra deixar o carro e fazer a lata inteira de uma vez só.

Infelizmente acho que tá é faltando amor pra esse pessoal, vão só pra mecânica bater o ponto e dão nó até a hora de ir embora... Só é um pouco difícil acreditar que essa galera toda escolheu ser mecânico só pra ter um salário scratch Talvez eles vejam esse tipo de serviço só como um início de carreira no mundo da engenharia e por assim não o valorizam.
avatar
opala4cc
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 3558
Localização : Porto Alegre
Modelo do carro : Comodoro SL/E 91/92
Cilindros : 4 cilindros
Data de inscrição : 09/06/2010

Re: Cobertura da caixa de fusíveis 1991 e 1992

Mensagem por opala4cc em Ter 20 Fev - 9:29:17

lucasklaus escreveu:
opala4cc escreveu:Eu concordava com você até uns 5 anos atrás. De lá pra cá, concluí que a quantidade de mecânicos que entraram nesse mercado de trabalho e que não são capazes de desmontar uma sequência de peças sem que sobre na remontagem é cada vez maior. E o pior: perderam a capacidade de indignação ao constatarem a sobra de peças. Acham perfeitamente normal arruelas, porcas, parafusos, coberturas plásticas, braçadeiras, dutos e etc... que jazem no chão da oficina ao término do trabalho. E nem estou mencionando as peças cuja fixação envolve parafusos de cabeças, passo de rosca, comprimento e diâmetro diferentes, onde estes componentes nunca voltam a ocupar o mesmo lugar onde estavam originalmente, arrombando furos, espraiando roscas e muitas vezes provocando os famosos "grilinhos" da carroceria quando o automóvel passa por pisos irregulares.
Não sei o que está acontecendo com os SENAI e os SENAC da vida, mas não são mais os mesmos.

Tenho que concordar contigo, o que já me estressei com falta de cuidado desses "profissionais" daria pra escrever um livro. Só que ainda assim eu fui atrás, perdi um tempo de vida mas as cagadas que fizeram eles tiveram que refazer. Uma cagada ainda está meio pendente pra falar a verdade, pois quando fui fazer uma revisão do ar condicionado eles regularam a correia e subiram o suporte do compressor, nisso ao fechar o capô amassou tudo por cima (detalhe, já era um senhor lá dos seus 40 anos fazendo uma m***a dessas)... Ele já pagou o lanterneiro que vai fazer o conserto mas estou esperando pra deixar o carro e fazer a lata inteira de uma vez só.

Infelizmente acho que tá é faltando amor pra esse pessoal, vão só pra mecânica bater o ponto e dão nó até a hora de ir embora... Só é um pouco difícil acreditar que essa galera toda escolheu ser mecânico só pra ter um salário scratch Talvez eles vejam esse tipo de serviço só como um início de carreira no mundo da engenharia e por assim não o valorizam.

Verdade. Mas não conheço mecânico que virou engenheiro, nem mesmo como clichê social. Existe o clichê social do cara que gosta de mecânica de automóveis e vai ser engenheiro mecânico, achando que o mundo automobilístico é o mundo do engenheiro mecânico.
Sobre o ar condicionado - e não é para apavorar você - realmente o erro que ele cometeu foi o mais básico de todos. Deve ter selecionado a correia errada (muito grande), exigindo regulagem muito aberta na ranhura de ajuste do compressor. Pior de tudo: era só olhar na correia antiga a especificação dela. Se estivesse apagada, era só pegar um fio, sobrepor em cima da correia e depois medir com uma régua o comprimento para saber qual correia comprar... Acho que foi por causa dessas imbecilidades que as montadoras abandonaram este tipo de regulagem e passaram a usar o maldito rolamento tensionador, que independe da tosqueira do "reparador".
E sabe aqueles carros que você manda arrumar o AC e o sistema nunca gela o suficiente quando o carro volta? Acredita se eu disser para você que a quantidade de fluido refrigerante no sistema tem de ser dosada com precisão e que se colocar um pouquinho a mais ou um pouquinho a menos, já diminui o desempenho? Pois é...

Conteúdo patrocinado

Re: Cobertura da caixa de fusíveis 1991 e 1992

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Sex 25 Maio - 5:22:50